Website
22 Setembro 2017
Destinos para Visitar em Outubro

Enquanto uns regressam ao trabalho em Setembro, outros preparam-se para ir de férias… Que inveja…
Em Outubro tens a possibilidade de ir a lugares incríveis e poder andar na rua sem a sensação que vais ser esmagado/a, tudo isto a um preço mais acessível pois já não apanhas a época alta - quer em viagens, quer em estadias.
Hoje mostramos-te 5 destinos que são, muito provavelmente, os melhores para visitar em Outubro. Olha só…

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

  1. MARRAQUEXE, MARROCOS

O próximo mês é a altura ideal para visitares Marrequexe, visto que consegues um equilíbrio entre os 40 graus que se fazem sentir em Agosto e os 6 em Janeiro.

Marraquexe é, muitas vezes, descrita como a “cidade rosa”, porque é composta por uma intensa mistura de sons, cheiros e cores, criando assim uma atmosfera mágica. Nesta cidade, sente-se ainda uma enorme aceitação para com os turistas e as diferenças culturais – apesar da cultura deles ser tão diferente da nossa, eles não se importam que não sejamos iguais a eles.

Aqui vais podes visitar o emblemático Jardim Majorelle ou o Anima, visitar o Palácio da Bahia, o Museu Dar Si Said (Museu das Artes Marroquinas), dormir numa riad – uma casa típica marroquina composta por um jardim interior que funciona como o centro da habitação-, experimentar comida deliciosa ou ir às compras no Souk, composto por 18 mini-mercados.

 

 

  1. SANTIAGO, CHILE

Em Outubro a cidade de Santiago do Chile fica mais quente, colorida e animada, e por isso mesmo, tinha de fazer parte da nossa lista. Aqui vais poder conhecer o Palácio de La Moneda, um dos mais famosos pontos turísticos e a sede do governo chileno; passear no Cerro San Cristóbal, onde tens vais encontrar uma das melhores vistas da cidade que junta a beleza das montanhas com a paisagem citadina local; ou visitar o Cerro Santa Lucía, um parque que é um verdadeiro oásis no meio do centro da cidade e o lugar onde a cidade de Santiago foi fundada.

 

 

  1. CRETA, GRÉCIA

O Verão já acabou, mas ainda assim queres fugir para um destino de praia sem estoirar o budget? Creta é o sítio perfeito! Esta ilha situa-se no Mar Egeu, é a maior ilha grega com 250 km de comprimento e a sua paisagem é constituída por praias paradisíacas, lagos no meio de montanhas, charmosos centros históricos, desfiladeiros impressionantes, entre outras atrações para todos os gostos. Nós recomendamos que vás conhecer o Museu Arqueológico, o histórico Palácio de Knossos e claro, as praias Elafonisi e de Matala, onde existem as famosas cavernas que eram utilizadas como tumbas durante o domínio romano e o lago Kournas Lake, cercado por montanhas e com uma mistura de tons na água estonteante.

 

 

  1. MARSELHA, FRANÇA

Marselha é uma das maiores cidades europeias e um dos centros mais importantes do Mediterrâneo, principalmente depois de ter sido considerada a Capital Europeia da Cultura em 2013.

Visitar esta cidade em Outubro ainda te vai permitir encontrar um tempo agradável o suficiente para poderes desfrutar de uma bebida ao final do dia num típico terraço francês e, ao mesmo tempo, visitares pontos como o Chatau d’If, o castelo que ficou conhecido pelo filme “O Conde de Montecristo”; a Basílica Notre Dame de la Garde e o Palácio Longchamp, que para além da sua incrível história, possuem um jardim com uma vista fantástica para a cidade.

 

 

  1. BALI, INDONÉSIA

Se tiveres mais uns trocos e mais uns dias de férias no bolso, Bali é sempre um destino a ter em mente! É conhecida como a “Ilha dos Deuses” ou “Ilha do Amor” e, apesar de ser a ilha que mais viajantes recebe em toda a Indonésia, mantém-se o paraíso na Terra.

Esta ilha faz parte do Triângulo de Coral, uma área marítima conhecida pela sua enorme biodiversidade (mais de 500 espécies de coral), tornando-a no local ideal para os amantes de mergulho. Aqui aconselhamos a visita por Ubud, o coração artístico onde cada rua tem uma galeria de arte, um templo ou um museu e onde é possível visitar a famosa Monkey Forest ou caminhar pelos arrozais da Campuhan Ridge Walk; os templos a norte – Gunung Kawi e Tirta Empul; passear pela cascata Banyumala e conhecer a cidade de Amed, uma cidade de pescadores perto de uma praia de areia vulcânica.

 

 

Ai, já estamos com vontade de ir também! Levas-nos na mala?

https://www.allianz-assistance.pt/

19 Setembro 2017
Bárbara em Voluntariado na Tailândia

A Bárbara tem 20 anos e partiu há cerca de dois meses para o seu projeto de voluntariado na Tailândia. Este projeto de “Voluntariado com um Propósito” foi feito em parceria com a AIESEC e hoje, partilhamos contigo as primeiras semanas da Bárbara no outro lado do Mundo.

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

“Irei começar por me apresentar, o meu nome é Bárbara Cruz, tenho 20 anos e decidi embarcar numa aventura sozinha pela Tailândia, e sinceramente ainda não sinto que estou aqui, tudo parece irreal.

As primeiras semanas foram bastante simples, conheci bastantes pessoas que espero guardar para sempre na minha vida. O primeiro contacto com a alimentação foi e continua a ser complicado uma vez que comemos arroz e fritos todos os dias, mas comecei a habituar-me a esta rotina.

Quando conheci a minha família de acolhimento senti-me um pouco perdida, no entanto encontro-me numa escola privada e tenho uma boa família que toma conta de mim, e se preocupa todos os dias como está tudo a correr.

Não posso dizer que a minha experiência tenha sido a mais radical, a nível de pobreza (que era o que estava à espera). Mas de qualquer forma tenho enfrentado desafios, como por exemplo a comunicação e transportes.

 

20225330_1808433236133653_6622765920332808192_n

 

Ao longo desta aventura, admito que não tem sido fácil apesar de ter boas comodidades. Dar aulas é bastante stressante, uma vez que lido com crianças desde os 3 anos até aos 7 anos, e ninguém me compreende.

O sistema de educação na Tailândia baseia-se em repetirem o que o professor diz, e decorarem. Nenhum aluno consegue escrever, nem tentam. Os professores de inglês também não sabem comunicar em inglês, limitam-se a seguir os livros e fazer com que as crianças decorem o que estão a aprender pelo método da repetição.

Em relação às viagens durante a semana, já tive imensas aventuras em que por exemplo o tuk-tuk não andava, ou não saber como voltar a casa por falta de comunicação, ou por os motoristas não saberem levar-me a casa mesmo que estivesse apenas a 5km de casa.

Relativamente aos fins-de-semana, tive oportunidade de ir com a minha família a Chiang Mai, um sítio lindo no Norte, completamente diferente do centro da Tailândia. Uma das coisas que me chocou em Chiang Mai foi, na minha opinião, o facto de meterem crianças vestidas como bonecas e pedirem dinheiro para tirar uma foto com elas… para mim é exploração infantil.

Fui a Pataya, que para mim foi o sítio mais “louco”, uma vez que é a cidade dos transexuais e vi coisas que em Portugal nunca tinha visto antes, e admito que tive medo no primeiro dia pois toda a gente nos olhava de cima a baixo, e até nos abordavam para oferecer algo. No entanto, percebi que se tivermos juízo tudo corre bem.

As ilhas Phi Phi para mim foram o ponto alto desta viagem, sempre foi o meu sonho ir a estas ilhas, e admito que chorei assim que cheguei a Maya Bay. Tinha a perceção que seria lindo e perfeito, mas assim que consegui ver com os meus próprios olhos emocionei-me bastante.

 

BeFunky Collage

 

As únicas dificuldades neste momento são mesmo as saudades da família, a comunicação e o transporte. Por vezes tenho vontade de desistir, e de voltar a Portugal, mas por outro lado sei que vai valer a pena aguentar, e tenho crescido imenso com a experiência no geral.”

15 Setembro 2017
Conselhos para recuperar do pós-férias

Passamos o ano todo a sonhar com aqueles 15 dias de férias…Sonhamos em não ter horários para nada, em não pensar em trabalho, até que estes 15 dias acabam e temos de voltar à rotina…

Claro que voltamos mais refrescados e menos cansados, mas como é que é suposto fazermos uma transição fácil da praia para o escritório? Hoje queremos partilhar contigo alguns conselhos para recuperares bem e poderes voltar ao trabalho da maneira mais pacífica possível :)

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

1. DELEGAR TAREFAS

Ao delegares pequenas tarefas pelos teus colegas para o período quando estiveres de férias, terás menos trabalho acumulado quando voltares.

 

2. REGRESSAR DE FÉRIAS ANTES DA DATA DE INÍCIO DO TRABALHO

É sempre bom voltares a casa um ou dois dias antes de começares o trabalho para te ajustares melhor à rotina. Sabemos que custa dizer adeus às férias um pouco mais cedo, mas vais agradecer quando regressares ao trabalho!

 

3. REGULAR O SONO

Nas férias temos tendência a deitar-nos mais tarde e a acordar mais tarde do que no dia-a-dia, por isso aconselhamos-te a tentares ir dormir mais cedo alguns dias antes para que possas adaptar-te ao regresso ao trabalho e escola sem te sentires extremamente cansado.

 

4. CHEGAR AO TRABALHO MAIS CEDO

Ao chegares mais cedo no primeiro dia, terás tempo para digerir o facto de que já não estás de férias e ainda tens tempo para começar a atualizar-te antes de toda a equipa chegar e encher a sala de barulho e de perguntas sobre as tuas fotografias paradisíacas.

 

5. COMEÇAR COM O QUE É URGENTE

Quando voltamos de férias, encontramos a nossa caixa de entrada atulhada de e-mails e assuntos pendentes. Trata daquilo que é mais urgente. Apaga os incêndios e depois volta à rotina.

 

6. ATUALIZAR-TE COM OS TEUS CONTATOS

Entra em contato com os teus colegas ou pessoas com quem tens contacto direto e informa-te do que aconteceu quando estiveste fora. Falar pode ser uma ótima maneira de te atualizares do trabalho “perdido” sem exigir um grande esforço da tua parte.

 

7. ESTABELECER LIMITES E PRIORIDADES

Não queiras fazer tudo de uma vez só para compensar os dias em que estiveste ausente, nem dupliques o horário de trabalho só para pores o trabalho em dia.

 

E por fim, pensa…

Estiveste de férias, mereceste-as, agora permite-te demorar um ou dois dias para voltares ao ritmo anterior. Somos humanos, não máquinas! 😊

Boa sorte!

 

Aventura-te é o blogue de viagens e muito mais da Allianz Global Assistance. Porque a vida é uma aventura, poderás encontrar neste blogue várias informações de destinos de viagem, momentos recheados de humor e muita comida à mistura.
Junta-te a nós e parte nesta aventura!

encontra-te
Adoras viajar?
Segue o nosso blogue
e conhece os novos artigos todas as semanas!