Website
18 Dezembro 2020
Vamos fazer uma viagem gastronómica com sabores Natalícios!

O Natal é, para muita gente, uma época muito especial, seja com teor religioso ou simplesmente uma quadra que se passa em família. Num ambiente frio onde, por vezes, a neve é muito frequente em vários pontos da Europa, a decoração das ruas, lojas e até mesmo as casas da população chegam a encantar-nos de tal maneira que nos esquecemos do frio.

É no Natal que surgem imensos mercados onde doces, bolos, chocolates e muito mais nos abre bastante o apetite.

Apresentamos-te, então, 10 países europeus com um doce ou bolo típico de Natal.

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

  1. Alemanha – Stolen

É uma receita que não pode faltar na mesa de muitas pessoas, o Stolen é um bolo amanteigado com passas de frutas cristalizadas e é tradicional em toda a Alemanha. A forma do bolo está ligada ao período natalício, é comprida e achatada e representa o menino Jesus embrulhado num manto, sendo por isso muitas vezes chamado de christstollen.

Alemanha

 

  1. Áustria – Linzer Torte

Linzertorte (tarte de Linz) é um doce típico natalino na Áustria. É uma tarte feita com uma massa que inclui nozes ou avelãs moídas e também um recheio doce. Geralmente, o doce é de frutos silvestres (framboesas), alperce ou outro.

Áustria

 

  1. Bélgica – Cougnou

O Cougnou é um bolo/pão típico da Bélgica. O Cougnou (pão de Jesus) é um pão de massa brioche e assim como o Stolen, relembra o menino Jesus devido à sua forma. Na massa podem ser adicionados ingredientes como uva passa, gotinhas de chocolate e grãos de açúcar.

Bélgica_opção 2

 

  1. Dinamarca – Æbleskiver

São bolinhos tradicionais da Dinamarca e traduzido para português Æbleskiver significa “fatias de maçã”, isto porque antigamente eram feitos com pedaços de maçã, mas hoje em dia a maçã já não é utilizada. São feitos com uma massa muito parecida à massa das panquecas (a famosa farinha de trigo) e têm forma esférica. As bolinhas são fritas e apesar de não serem doces em si, são normalmente pulverizadas com açúcar em pó, ou então, acompanhadas de geleias ou compotas de frutos.

Dinamarca

 

  1. Espanha – Mazapán

É um doce muito conhecido em Espanha feito com uma pasta de amêndoas moídas, açúcar e claras de ovos podendo ser moldado em várias formas (bolachas, bolos, entre outros).

Espanha

  1. França – Tronco de Natal

“Buche” significa “torta de madeira”, trata-se de um bolo tradicional francês de forma alongada e que faz lembrar um tronco. O Bûche de Noël é geralmente decorado com efeitos/objetos de natal. A combinação mais comum é um “bolo-esponja” (massa pão-de-ló) e é recheado com chocolate e creme de manteiga. Ainda assim, existem muitas outras variações da receita original, podendo incluir massas de bolo de chocolate.

França

  1. Inglaterra – Christmas pudding

Na Inglaterra o Christmas pudding é uma tradição com longos anos e não pode faltar na mesa dos ingleses, sendo este inventado na Idade Média.

De estrutura pequena, o pudim de natal é feito de frutas secas, nozes e conhaque. Assim como na maior parte dos doces e bolos há outras variações deste pudim.

Inglaterra

 

  1. Itália – Panetone

De origem Italiana, o panetone é um pão tradicional na época de natal em Itália. É um pão feito com baunilha recheado de frutas secas como damasco, laranja, limão, maçã e uva passa. Existem também imensas variações na receita do Panetone.

Itália

 

  1. Portugal – Bolo Rei

O famoso Bolo-rei, é um bolo em forma de coroa que faz parte da tradição portuguesa natalina. O seu nome é referente aos três reis magos. Tem uma forma redonda, com um grande buraco no meio, é feito de uma massa branca e fofa misturada com passas, frutos secos e frutas cristalizadas.
Portugal

 

  1. Suíça – Chocolates Natal

Quem não aprecia um bom chocolate nesta época tão especial? O chocolate suíço é um dos produtos suíços mais conhecidos em todo o mundo pela sua qualidade. Vendem-se em várias partes do mundo e podem ser utilizados também noutras receitas, como por exemplo bolos de chocolate.

Suíça

 

 

Já experimentaste algum destes doces/bolos? Já visitaste algum destes países europeus? O que achaste? Partilha connosco a tua opinião!

 

Não te esqueças de seguir as nossas páginas de Facebook  e Instagram.

11 Novembro 2020
Os 4 locais mais bonitos para aproveitar a chegada do outono!

O verão começa a despedir-se e o outono chega com novas cores, temperaturas mais frias e algumas chuvas. Felizmente, Portugal é conhecido por ter um dos climas mais amenos da Europa, permitindo ainda explorar novos locais e tradições.
Ao falar do outono em Portugal falamos, também, de momentos festivos como feiras e festivais gastronómicos, principalmente as vindimas e a celebração das castanhas com a chegada do São Martinho. É tradição no dia 11 de novembro realizar o Magusto - conhecido por se assar as castanhas e beber o vinho novo, produzido com a colheita do verão anterior.

Há, portanto, muito a conhecer! Sugerimos, assim, alguns sítios do país onde podes aproveitar o outono.

Nota: Antes de viajares, coloca-te a par da situação relacionada com o Covid-19 no local de destino.

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

Minho e Trás-os-Montes – Parque Natural do Alvão e as Fisgas do Ermelo

O Parque Natural do Alvão é um dos lugares que se torna ainda mais apelativo no outono, pelas florestas, rios e lagoas que a envolvem com cores mágicas. As Fisgas do Ermelo são o ponto fulcral do Parque por serem a maior queda de água de Portugal e pelos seus trilhos.

im

 

Guimarães – Além do Castelo e das ruas históricas? Monte da Penha!

Conhecida pelo sítio “onde Portugal nasceu”, a cidade berço do país é ideal para visitares em qualquer altura do ano. Apesar do frio no outono, esta cidade ganha um gosto especial devido às cores douradas em redor do castelo e às ruas da cidade histórica que caracterizam Guimarães. Quem passa por Guimarães não consegue ficar indiferente ao Monte da Penha. É um miradouro natural que permite passeios e caminhadas na natureza, conta com os famosos penedos de granito cobertos de musgo onde existem túneis e grutas apertadas, e tem uma bela paisagem natural através das árvores e folhas que estão caídas no chão.

v

 

Serra da Estrela – Manteigas é o sítio ideal para passeios a pé através da Rota das Faias!

A Serra da Estrela está sempre associada à neve, mas sabias que a maior revelação de cor no outono é através dos bosques de faias em Manteigas? A Rota das Faias é um trilho pedestre que, além disso, é também uma experiência sensitiva muito interessante, que capta a atenção das pessoas através da vegetação com tons dourados e cheiros, da agricultura e da pastorícia, proporcionando-te um belo passeio onde ficarás a conhecer a serra, as suas gentes e os seus costumes.

v

 

Gerês – Parque Nacional do Gerês e a sua riqueza paisagística!

O Parque Nacional do Gerês é mais um parque que vai enfeitiçar os teus olhos no outono. O parque proporciona-te atividades tais como passeios pedestres, passeios a cavalo, passeios de barco, canoagem, campismo e observação de animais.

No Gerês, é fundamental falar das magníficas cascatas para os mais aventureiros. São maravilhosas e transmitem um sentimento de paz e descanso, tornando-se uma ótima opção para relaxar e apreciar a paisagem. Calçado confortável é fundamental.

Para além do Parque, é possível visitares várias aldeias a caminho, sendo a Vila do Gerês um exemplo. Esta vila caracteriza-se pela simpatia das pessoas, pelo artesanato e pelas termas.

f

 

Por fim, existem também outras serras em Portugal que podes (e deves) visitar no Outono, como por exemplo a Serra da Arrábida e a Serra de Sintra.

 

Já visitaste algum destes locais? Qual o teu preferido? E que outras sugestões gostarias de partilhar connosco?

Não te esqueças de seguir as nossas páginas de Facebook e Instagram.

 

 

12 Agosto 2020
Viajar em tempos de Covid-19

No final de Janeiro deste ano conhecemos um cenário bastante diferente que afetou a nossa forma de viver e ver o mundo.

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

Começou em Wuhan, uma das mais importantes cidades na China, e rapidamente se alastrou a outras cidades e países e ganhou proporções respeitosas: cidades inteiras em quarentena, escassez de mercearias e outros bens de primeira necessidade, isolamento social, …

Desde então fronteiras fecharam, os transportes foram suspensos, o governo de cada país impôs regras de entradas e saídas e várias pessoas ficaram com os seus vistos suspensos, o que afetou os seus planos de viagem.

Oito meses passaram desde que tivemos que habituar-nos a novas regras e um novo estilo de vida. O surto está agora sob investigação, medidas foram tomadas em cada país para prevenir o seu alastramento e algumas fronteiras foram novamente abertas mas com algumas condições.

 

Se vais viajar, hoje trazemos-te 6 dicas de como te deves proteger em caso de viagens. Continua a ler para saberes mais.

 

6 Dicas essenciais para te protegeres:

  • Evitar o contacto direto com outras pessoas: manter uma distância de segurança de 2 metros
  • Utilizar máscara em espaços fechados (por exemplo quando vamos às compras)
  • Evitar tocar na cara com as mãos não lavadas;
  • Lavar as mãos com frequência com água e sabão
  • Quando não for possível lavar as mãos, (quando vamos à rua, por exemplo) usar um desinfetante à base de álcool;
  • Espirrar ou tossir para um lenço descartável deitado imediatamente ao lixo, ou alternativamente para o cotovelo

 

Antes de viajares, não te esqueças de ler sobre a situação do Coronavírus no local de destino. Procura sempre fontes de informação oficiais e acompanha a situação do Coronavírus através de entidades como a Direção-Geral de Saúde (DGC), a Organização Mundial de Saúde (WHO) ou o Centers for Disease Control and Prevention (CDC).

Aventura-te é o blogue de viagens e muito mais da Allianz Assistance. Porque a vida é uma aventura, poderás encontrar neste blogue várias informações de destinos de viagem, momentos recheados de humor e muita comida à mistura.
Junta-te a nós e parte nesta aventura!

Adoras viajar?
Segue o nosso blogue
e conhece os novos artigos todos os meses!