Website
23 Agosto 2018
Aventura-te Itália
Itália: Pizza ou Gelado?

Pensa em Itália… A primeira imagem que surge são pizzas ou gelados?
Itália é o país da gastronomia – ou serão todos? – e entre a tradição das verdadeiras pizzas ou o segredo dos gelados mais cremosos, queremos mostrar-te o porquê desta combinação ser o cartão de visita deste país.

Pizza

Nasceu em Nápoles e conquistou o mundo: feita em forno de lenha e à qual adicionavam tomate, toucinho, peixes fritos e, claro está, muito queijo.
Em Itália existem cerca de 30 mil pizzarias e não é fácil eleger a melhor.

Hoje destacamos a Pizzaria Gino Sorbillo que podes encontrar em Nápoles e Milão.

Pizza

 

Gelado

Conta a história – e as pessoas – que as melhores gelatarias artesanais estão em Itália. Porquê?
Não nasceram na Europa, mas foi em Itália que a sua receita foi aperfeiçoada. Itália esconde o segredo dos melhores gelados do mundo e é também muito difícil eleger os mais saborosos.

Mas se te dissermos que há uma parede onde escorre chocolate numa das mais famosas gelatarias Italianas… Consegues imaginar o aroma? Trata-se da gelataria Venchi na Via del Corso em Roma e está à espera da tua visita!

Gelado

 

Entre pizza e gelado, o melhor será uma visita a Itália, com tudo a que tens direito. Para viajares em segurança, relê o nosso artigo aqui.

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

23 Julho 2018
Aventura-te Itália
Viajar em segurança: Itália

Como queremos que viajes sempre em segurança, hoje vamos dar-te algumas dicas para viajar em segurança em Itália. Se queres descobrir mais, continua a ler este artigo!
Tal como grande parte dos países europeus, a Itália é um país seguro, visitado por milhões de turistas todos os anos. No entanto, tal como em todos os sítios, é importante que tomes precauções e que sigas algumas dicas que te vamos mostrar.

Cuidado com a carteira

Uma vez que Itália é um país muito popular entre os turistas, é necessário teres atenção aos chamados “pickpockets”. Por isso, guarda sempre a tua carteira num sítio seguro e reforça a atenção em locais como transportes públicos. Presta também atenção às distrações. Uma pessoa pode tentar distrair-te enquanto os seus colegas tentam roubar as tuas malas! Caso alugues um carro, nunca deixes os teus pertences lá dentro, a não ser que estejam bem escondidos.

 

Atenção às fraudes

O melhor é que ignores todas as pessoas que pareçam demasiado amigáveis. Isto porque as fraudes são muito comuns em Itália. As fraudes mais comuns são a da “pulseira da amizade”, em que alguém coloca uma pulseira no teu pulso e te obriga a pagar por ela, e a fraude do polícia falso, em que alguém que finge ser polícia pede para revistar as tuas malas.

 

Andar de táxi

Verifica-te que apenas andas em táxis com licença, para teres a certeza que estás seguro. Deverás também ficar atento ao contador, pois muitas vezes são cobrados preços exorbitantes aos turistas.

 

Segurança na estrada

Alugar um carro é uma boa maneira de ver as belas paisagens de Itália. No entanto, tens de ter em atenção que os condutores italianos conduzem, muitas vezes, de uma forma rápida e agressiva. Por isso, olhos atentos na estrada!

 

Desastres naturais

A Itália é um país onde podem acontecer vários desastres naturais que poderão alterar os teus planos de viagem. O Monte Etna é o vulcão europeu mais ativo e as cinzas das suas erupções não permitem o tráfego aéreo. Além disso, várias partes deste país estão localizados numa zona onde os terramotos são frequentes. Existem centenas de pequenos tremores de terra por ano. Quando existe um tremor de terra grande, as infraestruturas das regiões afetadas poderão ter de ser fechadas.

 

E estes são alguns dos imprevistos que poderão acontecer na tua visita a Itália. Vai preparado e tem sempre estes pormenores em atenção para que não sejas apanhado desprevenido. Já sabes, viaja seguro!

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

11 Outubro 2017
Aventura-te Itália
Os Segredos da Pizza Italiana

Pizza… Aquela refeição sagrada… Um daqueles pratos pelos quais vale a pena dar um pequeno “adeus” à dieta e comer mais uma fatia… A pizza é universal e o nosso amor por ela também.
Há uns tempos deparámo-nos com uma frase que dizia “mesmo uma pizza má, é boa na mesma” e, por mais que concordemos com esta afirmação, também sabemos que há pizzas muito, muito boas e é sobre essas que nos vamos basear hoje – as verdadeiras, as originais pizzas italianas.

Ao contrário do que acreditamos e apesar de ser considerada tipicamente italiana, a verdade é que a história da pizza começou com os hebreus e egípcios, que já misturavam trigo, amido e água para assar em fornos rústicos há mais de 5000 anos. A massa era chamada de “pão de Abraão” e era muito parecida com os atuais pães árabes.

Esta prática chegou a Itália pelo porto de Nápoles, devido às cruzadas, onde foi implementada e desenvolvida até dar origem à pizza que hoje tão bem conhecemos.

Ao início era confecionada apenas com ervas regionais e azeite, só quando chegou a Itália é que o tomate foi acrescentado à receita e que passou do formato “sanduíche” ou calzone para o formato redondo caraterístico pela qual a conhecemos.

 

 

A pizza era um alimento de pessoas humildes no sul da Itália. Era servida com ingredientes baratos, por ambulantes, com o objetivo de “matar a fome”, principalmente à parte mais pobre da população. Normalmente a massa tinha como cobertura toucinho, peixes fritos e queijo. A fama desta receita foi tal que correu o mundo e em 1982 foi fundada em Nápoles, por Antonio Pace, a Associação da Verdadeira Pizza Napolitana (Associazione Verace Pizza Napoletana) com a missão de promover a culinária e a tradição da pizza napolitana, defendendo, até com certo purismo, a sua cultura, resguardando-a contra a miscigenação cultural que sofre a sua receita. Com este estatuto preciso, normatiza as suas principais caraterísticas. Depois da criação desta associação, foi sempre a subir… Em 2004 foi reconhecida pelo governo como DOC (Denominação de Origem Controlada), com o intuito de regulamentar por lei, as verdadeiras caraterísticas da pizza napolitana; e a partir de 2009 a pizza napolitana é protegida pela Comissão Europeia, juntamente com mais de 44 produtos que têm o selo de “Especialidade Tradicional Garantida”.

 

cathal-mac-an-bheatha-222577

 

E agora o segredo da pizza italiana? Está tudo na confeção da massa! Nós explicamos 😉

Segundo a associação, a verdadeira pizza napolitana deve ser confecionada com farinha, fermento natural ou levedura de cerveja, água e sal e deve ser trabalhada única e exclusivamente com as mãos ou por alguns misturadores devidamente aprovados por um comité da organização. Depois de descansar, a massa deve ser esticada com as mãos, sem o uso de rolo ou qualquer equipamento mecânico, e depois colocada num forno a lenha (só forno a lenha!) a 485ºC, sendo que, sobre a superfície do forno, não deve ser colocado nenhum outro utensílio.

Ufa! Quem diria que uma das nossas refeições mais amadas, práticas e “simples” de fazer, na realidade tem tanta história por trás e tantas regras na sua confeção?

Ficaram com fome? Nós também! Até já! 😋😋

NÃO EXISTEM COMENTÁRIOS.

Aventura-te é o blogue de viagens e muito mais da Allianz Global Assistance. Porque a vida é uma aventura, poderás encontrar neste blogue várias informações de destinos de viagem, momentos recheados de humor e muita comida à mistura.
Junta-te a nós e parte nesta aventura!

Adoras viajar?
Segue o nosso blogue
e conhece os novos artigos todos os meses!